21 de Maio de 2019
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito
Detalhe da Notícia
Encontros com Sumo
A DECO em Alenquer
Biblioteca Municipal de Alenquer
+ Fotos
A DECO realizou, no auditório da biblioteca municipal, sessões de esclarecimento direccionadas ao consumidor. Esta iniciativa contou com o apoio do Centro de Informação Autárquico ao Consumidor, serviço da Câmara Municipal de Alenquer.

O primeiro dos Encontros Com Sumo, no dia 7 de Março, abordou o tema do “Crédito ao consumo - sobreendividamento”. Contou com a presença de Natália Nunes, jurista e coordenadora do Gabinete de Apoio ao Sobreendividamento da DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.
 
Com o objectivo de alertar os participantes para o sobreendividamento, o painel de discussão deu enfoque à gestão do orçamento familiar, ao recurso ao crédito e à forma de prevenir situações de endividamento. De acordo com a jurista, os pedidos de ajuda solicitados à DECO chegaram quase aos cinco mil em 2007, apresentando este número uma tendência de crescimento relativamente ao fenómeno de sobreendividamento em Portugal.
 
Ainda sem existirem dados concretos sobre o número de famílias portuguesas endividadas, a oradora salienta que mesmo caso a situação patrimonial das famílias se mantenha globalmente sólida existem “estratos vulneráveis, em particular as famílias mais jovens e de menor rendimento”. Natália Nunes alertou para o facto de este tipo de famílias, em que se observam elevados graus de esforço associados às dívidas contraídas, “terão uma maior probabilidade de entrar em situação de incumprimento”.
 
Na sessão de dia 25 de Março, os Encontros Com Sumo centraram-se em “como reclamar os meus direitos”. A temática dos direitos do consumidor esteve em cima da mesa, e foram dadas informações úteis sobre produtos e serviços, resolução de questões práticas, apoio na decisão da escolha e a prevenção de conflitos de consumo.
 
A moderação esteve a cargo de Inês Potier, também jurista da associação, que advertiu  para a celebração de contratos por venda agressiva. Os tópicos em debate levaram os participantes a reter que o tempo é um factor a ter em conta quando se celebram contratos abusivos. Inês Potier aconselha a que se procure "ajuda jurídica o mais depressa possível”.
 
A todos os participantes destas sessões de esclarecimento foram distribuídos planfletos e revistas com informação relativa à protecção do consumidor.
25-03-2008 Fonte: CMA
« Voltar
 Sub-Navegação
Categorias:
› Todas
› Juntas de Freguesia
› Segurança e Proteção Civil
› Obras Municipais
› Ação Social
› Educação e Ensino
› Ambiente
› Desporto, Recreio e Tempos Livres
› Saúde
› Agricultura
› Juventude
› Atividades Económicas
› Cultura
› Urbanismo
2006 - 2019 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação