15 de Julho de 2018
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito
Detalhe da Notícia
Histórias, trabalhos manuais e brincadeiras no Carnaval da BMA
BMA infantil
Os porta-lápis do ateliê
+ Fotos
A palhaça Carla dá as boas-vindas à entrada. Lá dentro, as palhaças Luísa e Sandra puxam pela pequenada. Aos poucos, os 24 participantes vão ganhando à-vontade. Começam a explorar o espaço, formando pequenos grupos. Primeiro, o átrio da Biblioteca Municipal de Alenquer (BMA), decorado para o Serão de Carnaval; depois, a sala de acesso ao Setor Infanto-Juvenil, preparada para O Livro Convida à Hora do Conto de fevereiro.

Entusiasmados, formam uma fila e, ao som da música de festa, seguem uma das palhaças, dançando. Um ás e uma rainha de copas, a Branca de Neve, uma camponesa, um cão, o Capuchinho Vermelho, uma cheerleader, uma fada, uma índia, uma joaninha, jogadores de futebol, a Lady Bug, personagens da Guerra das Estrelas, polícias, princesas, a Sherazade, a Sky e vários super-heróis convivem alegremente. Feitas as apresentações, e “como estamos numa biblioteca, vamos ouvir uma história”. O Cuquedo leva o grupo a andar de “lá para cá e de cá para lá”, como nas páginas do livro. Divertidos, cruzam o átrio da BMA como as zebras, os hipopótamos, os elefantes ou as girafas percorrem a selva para se não deixarem assustar pela temida criatura, que “prega sustos a quem estiver parado no mesmo lugar”.

Depois do rebuliço, o ateliê. Com as mesas a formar um grande “o”, os materiais distribuídos e as indicações das anfitriãs – que, ao contrário dos seus congéneres, não vão em trapalhices – as crianças constroem um porta-lápis, mascarando um pacote de leite de… palhaço.

24 coloridos porta-lápis depois, é hora do desfile. Os pais assistem, enquanto os filhos descem as escadas que dão para o auditório e que servem de passarela neste Serão de Carnaval. Sorrisos vaidosos nos mais e nos menos extrovertidos.

Mas o momento de maior exultação ficou para o fim: partir a pinhata. Do mais novo para o mais crescido, todos tentam fazer abrir a grande cabeça de palhaço pendurada do teto. E quando, finalmente, o papel machê cede a uma das pancadas, voam rebuçados, confetti e balões para os muitos cantos, que os miúdos recolhem e partilham.

A música junta, depois, os pais às brincadeiras, numa espécie de despedida dançada. As palhaças Carla, Luísa e Sandra convidam a voltar, para ler ou ouvir histórias, para brincar – o Carnaval é só mais um pretexto para aproximar pequenos e grandes da biblioteca.
19-02-2018 Fonte: CMA
« Voltar
 Sub-Navegação
Categorias:
› Todas
› Juntas de Freguesia
› Segurança e Proteção Civil
› Obras Municipais
› Ação Social
› Educação e Ensino
› Ambiente
› Desporto, Recreio e Tempos Livres
› Saúde
› Agricultura
› Juventude
› Atividades Económicas
› Cultura
› Urbanismo
2006 - 2018 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação