24 de Maio de 2019
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito
Detalhe da Notícia
IV Jantar de Empresários do Concelho de Alenquer
Os desafios das empresas em debate na presença do secretário de Estado da Internacionalização
A Quinta Valle do Riacho recebeu na última quinta-feira, 28 de fevereiro, o IV Jantar de Empresários do Concelho de Alenquer, na presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e cerca de duas centenas de representantes do tecido empresarial concelhio.

Perante os empresários, o secretário de Estado defendeu a importância do mercado externo, como salvaguarda da economia nacional.

“O país para continuar a crescer precisa de mobilizar empresas, empresários e trabalhadores para servir a procura externa, para aumentar as exportações, para captar mais investimento direto estrangeiro”, defendeu.

O secretário de Estado defendeu ainda a importância dos municípios no apoio à economia local, dando como exemplo o Jantar de Empresários de Alenquer, que definiu como “uma plataforma que sendo dinamizada vai contribuir para atingir melhor os nossos objetivos, entre eles alcançar 50% das exportações até meados da próxima década, e continuar a fazer crescer o stock de investimento direto estrangeiro no nosso país”.

O presidente do município, Pedro Folgado, manifestou por seu turno a sua satisfação pela adesão dos empresários a esta iniciativa, considerando que esse é o melhor indicador da sua relevância no contexto da economia local.

“Quando na quarta edição temos novamente uma sala cheia, é seguramente um indicador de que este jantar é de facto importante para os nossos empresários e para a economia local. E é também muito importante para nós autarcas, porque é também uma oportunidade para ouvir e afinar estratégias, indo ao encontro das reais necessidades das nossas empresas”, sustentou.

O vereador com a tutela da Economia, Paulo Franco, afirmou por seu turno que “este encontro é já uma referência no calendário dos homens de negócios do município e da região. O que começou como uma simples rede networking evoluiu e transformou-se num momento de criação de valor efetivo. Aqui pretendemos que se estabeleçam contactos, aqui se façam parcerias, aqui se criem janelas de oportunidade, aqui se façam negócios e sobretudo, aqui, juntos, contribuamos ativamente na construção do futuro do nosso município”, referiu.

Paulo Franco defendeu ainda a importância de “caraterizar com o rigor que se impõe o tecido empresarial local. Só com indicadores concretos podemos abraçar com seriedade os desafios que são e serão colocados às nossas empresas, bem como dar passos firmes rumo à internacionalização num contexto de competitividade global sem precedentes”.

Nesse sentido, o município solicitou a uma empresa de consultoria que fizesse uma caraterização da economia do concelho, analisando dados como o volume de negócios, endividamento, emprego e formação, entre outros.

Um resultado preliminar desse estudo, foi apresentado aos empresários pelo consultor José Alberto Caseiro, e irá em breve ser disponibilizado a todos os empresários para que possa ser um instrumento de definição de estratégias e investimentos.

Seguiu-se uma mesa redonda subordinada à “Caracterização do Tecido Empresarial do Município de Alenquer” com José Miguel Medeiros, da MCG; António Martins, da Caetano Coatings; Jorge Simões, do Grupo Luis Simões; José Oliveira e Silva, da Casa Santos Lima; Fernando Correia, da Interaves; e Hélder Miguel, da ACICA – Associação Comercial e Industrial de Alenquer.

No decorrer do jantar, o presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, alertou para a rápida transformação da economia face à evolução tecnológica, sendo necessária uma aposta transversal na formação.

“É frequentemente dito que algo como 50% das crianças que hoje estão a entrar nos infantários vão ter profissões que ainda nem sequer existem, mas “é preciso atuar já para que a economia e as empresas que a formam definam como prioridade a formação dos seus quadros atuais”, sobretudo com os desafios demográficos que estão no horizonte de Portugal e de muitos outros países. “Há hoje muitas profissões que são repetitivas — desde o portageiro ao trabalhador da linha de montagem, mas também trabalhos burocráticos — que serão rapidamente substituídas por meios tecnológicos”, salienta António Saraiva, alertando para o impacto irreversível sobre o mercado de trabalho.

O pior cenário “pode ser evitado se existirem políticas públicas e privadas no sentido de minorar este problema, com uma aposta na formação profissional designadamente tirando partido de fundos comunitários, que devem ser usados para a formação de adultos”.

António Saraiva elogiou o protocolo que o município de Alenquer estabeleceu com a ATEC, e cujos diplomas do segundo curso foram entregues no decorrer do jantar.

Este protocolo prevê a formação de desempregados de longa duração em Mecatrónica, com estágio nas empresas sobretudo da indústria automóvel do concelho, com uma taxa de empregabilidade muito elevada.

O Jantar de Empresários contou ainda com a apresentação de alguns dos projetos em desenvolvimento no Alenquer – INOVAR – a Incubadora de Empresas do concelho de Alenquer, que conta com a parceria do ISCTE.

A animação esteve a cargo da Orquestra Juvenil da Sociedade Filarmónica União e Progresso de Abrigada.

08-03-2019 Fonte: CMA
« Voltar
 Sub-Navegação
Categorias:
› Todas
› Juntas de Freguesia
› Segurança e Proteção Civil
› Obras Municipais
› Ação Social
› Educação e Ensino
› Ambiente
› Desporto, Recreio e Tempos Livres
› Saúde
› Agricultura
› Juventude
› Atividades Económicas
› Cultura
› Urbanismo
2006 - 2019 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação