23 de Outubro de 2019
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito
Detalhe da Notícia
Alenquer tem oficialmente mais uma Área Protegida
Canhão Cársico de Ota
Foi publicado a 26 de setembro último, em Diário da República, o Regulamento de Gestão do Monumento Natural Local do Canhão Cársico de Ota. O documento pode ser consultado na página oficial do município.

O Canhão Cársico de Ota é um vale escarpado, resultado da ação erosiva do rio no calcário do Jurássico Superior. Constitui um dos mais valiosos tesouros do Património Natural, Histórico e Cultural do concelho de Alenquer.

Em 2014 foi apresentado pelo biólogo José Carlos Morais, um projeto ao Orçamento Participativo do município de Alenquer visando a caracterização e um plano de ação para esta área. O projeto foi aprovado na votação pública e decorreu até ao final de 2016.

No âmbito desse estudo foram identificadas 362 espécies de flora, sendo 32 consideradas "Raras, Endémicas, Localizadas, Ameaçadas ou em Perigo de Extinção" (algumas têm neste local o maior núcleo populacional do país).

Foram ainda identificadas 61 espécies de aves, incluindo 10 consideradas ameaçadas (seis legalmente protegidas), 15 espécies de mamíferos, sendo duas protegidas, sete espécies de répteis (duas protegidas) e três de anfíbios.

O relatório destaca ainda os vestígios arqueológicos com perto de 1700 materiais classificáveis identificados, que permitem datar cronologicamente a ocupação desde o Paleolítico até ao Período Islâmico.

Recentemente foi identificada no local uma das maiores muralhas do país do Calcolítico, com quatro a cinco mil anos.

Os trabalhos que decorreram este verão, foram coordenados pelo arqueólogo alenquerense, André Texugo Lopes, investigador do Centro de Estudos Geográficos e do Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.

Participaram ainda nas escavações, arqueólogos da Universidade de Coimbra, da Universidade Autónoma de Madrid e da Universidade de Jaén (Espanha), que permitiram perceber que o muro possui uma altura conservada de 1,4 metros, apesar de ter vários derrubes identificados.

O sítio arqueológico da Ota terá uma dimensão na ordem dos quatro hectares, incluindo uma zona de dois hectares rodeada pela muralha e outra fora da mesma, onde os arqueólogos também identificaram e escavaram estruturas e materiais de importância arqueológica, que estão, contudo, por datar.

O Regulamento de Gestão do Monumento Natural Local do Canhão Cársico de Ota pode ser consultado no Balcão Virtual do Município (clique para aceder).
01-10-2019 Fonte: CMA
« Voltar
 Sub-Navegação
Categorias:
› Todas
› Juntas de Freguesia
› Segurança e Proteção Civil
› Obras Municipais
› Ação Social
› Educação e Ensino
› Ambiente
› Desporto, Recreio e Tempos Livres
› Saúde
› Agricultura
› Juventude
› Atividades Económicas
› Cultura
› Urbanismo
2006 - 2019 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação