21 de Junho de 2018
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito
Detalhe da Notícia
Museu Damião de Góis distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia
Espaço museológico dedicado ao humanista alenquerense e às vitimas da inquisição recebeu duas menções honrosas e esteve entre os cinco finalistas de “Melhor Museu do Ano”
O Museu Damião de Góis e das Vitimas da Inquisição de Alenquer, foi distinguido com duas menções honrosas pela Associação Portuguesa de Museologia, nas categorias de “Aplicação de Gestão e Multimédia” e “Trabalho de Museografia”.

O Museu Damião de Góis e das Vitimas da Inquisição de Alenquer, foi distinguido com duas menções honrosas pela Associação Portuguesa de Museologia, nas categorias de “Aplicação de Gestão e Multimédia” e “Trabalho de Museografia”.

Esteve ainda entre os cinco finalistas para o prémio “Melhor Museu do Ano”, tendo vencido o museu Metalúrgica Duarte Ferreira do Tramagal.

O Museu Damião de Góis foi inaugurado a 20 de maio do ano passado, e está instalado na antiga Igreja de Santa Maria da Várzea, local de devoção do humanista alenquerense Damião de Goes, e onde escolheu ser sepultado, tendo ele próprio redigido o epitáfio da sua laje tumular.

O estado de ruína em que se encontrava a Igreja na década de 1940, levou a que o seu túmulo fosse trasladado para a Igreja de S. Pedro, local onde ainda se encontra, e o templo permaneceu devoluto até a autarquia de Alenquer ter avançado com a sua recuperação em 2016 para acolher o Museu Damião de Góis e das Vítimas da Inquisição.

As obras foram financiadas maioritariamente por fundos do EEA Grants , através da Rede de Judiarias. Para o projeto de arquitetura foi contratado o atelier Spaceworkers, que se tem notabilizado pela requalificação de edifícios históricos para uma utilização contemporânea, trabalho reconhecido com múltiplos prémios nacionais e internacionais.

No museu, uma “cápsula do tempo” ocupa toda a nave central, contando a história de “Alenquer Medieval”, de “Damião de Góis”, da “Inquisição em Alenquer e no País”, “História da Igreja da Várzea” e “A comunidade judaica em Alenquer”.

Uma mesa digital permite aos visitantes percorrer os caminhos do humanista pela Europa, onde privou com algumas das personalidades mais fascinantes do seu tempo, como Erasmo de Roterdão, com quem manteve longa correspondência.

No local do túmulo de Damião de Góis, a laje foi substituída por outra em acrílico com a reprodução do epitáfio em letras douradas.

Estão ainda patentes algumas obras do humanista, como a “Chronica do Felicissimo Rei Dom Emanuel”, e a “Crónica do Príncipe Dom João”.

Há ainda um espaço dedicado a alguns artefactos encontrados no decorrer das obras, e um pequeno auditório no antigo coro da Igreja.

A cerimónia da entrega de prémios da Associação Portuguesa de Museologia (APOM), decorreu sexta-feira (25 de maio), no Museu dos Coches em Lisboa, na presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, tendo sido entregues um total de 26 prémios nas diferentes categorias.

O Museu Damião de Góis e das Vitimas da Inquisição pode ser visitado de segunda a domingo entre as 10h e as 18h.

28-05-2018 Fonte: CMA
« Voltar
 Sub-Navegação
Categorias:
› Todas
› Juntas de Freguesia
› Segurança e Proteção Civil
› Obras Municipais
› Ação Social
› Educação e Ensino
› Ambiente
› Desporto, Recreio e Tempos Livres
› Saúde
› Agricultura
› Juventude
› Atividades Económicas
› Cultura
› Urbanismo
2006 - 2018 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação