Página Inicial
18 de Outubro de 2021
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito

Empreitada de “Reabilitação do Edifício do Mercado Municipal de Alenquer”





Fase atual: Em procedimento de contratação pública - Fase: Adjudicação






Valor previsto (C/IVA): 1.183.465,83€


     
 

Prazo de execução: 180 dias

 
 
  
 

Empreiteiro: Wikibuild, S.A.


l

Descrição: pretende-se com esta intervenção, a demolição de todas as paredes interiores para reestruturar todo o interior do edifício e a manutenção da imagem de arquitetura do Estado Novo mantendo todas as paredes exteriores, pilares e arcos, assim como o tipo de cobertura e estrutura que a suporta, abrindo apenas os vãos encerrados para aumentar a luminosidade e permeabilidades visuais.

A nova configuração dos espaços resulta da definição de dois eixos em forma de “cruz” que dividem o que atualmente está encerrado, mantendo tanto a ligação entre as novas áreas interiores, como a conexão com a nova praça exterior onde estão localizadas as pérgulas que poderão comportar esplanadas que servem de apoio às áreas de restauração, e ao novo eixo pedonal, a rua Sacadura Cabral.

Reorganização dos espaços interiores separando atividades que têm alguma incompatibilidade, nomeadamente as que têm mais odores, como sejam peixarias e talhos.

Ou seja, a reorganização dos espaços divide-se essencialmente em duas áreas. As bancas de venda de géneros, que incluem produtos hortofrutícolas, floristas, peixaria, talho,…, e a da área de restauração, comércio e serviços.

O núcleo central do edifício, pretende-se que seja constituído por um espaço amplo e luminoso, aí coabitam por um lado as bancadas de produtos hortofrutícolas, e por outro a praça da restauração. A circundar este núcleo temos um conjunto de lojas fechadas, no entanto, estas mesmas têm balcões abertos para este núcleo central, e mantém sempre acesso e a permeabilidade visual através de envidraçados. Todas estas lojas têm acesso para o exterior.

As bancas serão reformuladas dando melhores condições aos vendedores, e terão mais níveis de expositores e com inclinação para que a exposição do seu conteúdo seja mais apelativo. Estas serão revestidas com aço inox nos tampos e a azulejo nas faces laterais, e serão ainda dotadas de pontos de águas e esgotos adequados.

A praça da restauração terá revestimento a deck, e mobiliário amovível possibilitando que este espaço tenha flexibilidade para comportar variados tipos de utilização.

Ambos estes espaços (bancas e praça da restauração) terão na sua parte superior uma estrutura metálica que mimetiza a geometrização dos elementos existentes nos arcos, e que servirão de suporte para colocação da iluminação e placards de publicidade de cada um dos postos de venda. Com esta malha consegue-se manter também a entrada de luz natural da nova clarabóia proposta.

A nova clarabóia proposta reinterpreta e reforça esta ideia dos arcos já implementada no edifício original, mas que com esta nova proposta se pretende mais marcada e assumida.

Todas as lojas têm um desenho que garante a minimização de passagem de odores, tendo comunicação para o interior com um vão de vidro constituído por um vão de correr sobre um balcão e uma porta que garante a possibilidade de venda e/ou entrada para o corredor central. A comunicação para o exterior é feita da mesma forma, ou seja com um vão de vidro, mas nesta situação estes são compostos por um vão fixo e uma porta.

O edifício será dotado de novas infraestruturas elétricas de águas, gás canalizado, segurança contra incêndios, e novas instalações sanitárias, incluindo sanitários para pessoas com mobilidade reduzida e fraldário.

A reabilitação dos elementos existentes respeitará a manutenção de técnicas construtivas utilizadas originalmente.

Será reabilitada a estrutura das asnas de madeira que suportam a coberta e esta também será renovada, integrando proteção térmica.

Todos os novos vãos exteriores terão corte-térmico, exceto os portões de ferro que serão para manter e reabilitar, nesta situação, para garantir o conforto térmico do edifício serão colocados segundos vãos composto por uma “caixa de vidro” com portas de correr de abertura automática.

Todos os pavimentos do edifício serão em materiais contínuos, antiderrapantes, que permitam uma lavagem frequente e têm grande durabilidade.


     
2006 - 2021 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação