Página Inicial
18 de Outubro de 2021
Pesquisar
Alertas SMS
Subscreva o serviço gratuito

Empreitada de “Requalificação urbana e ambiental da frente ribeirinha do rio Alenquer – Margem direita na zona do Areal”



  Empreiteiro: Vedap - Espaços Verdes, Silvicultura e Vedações, S.A. e Aquino Construções, S.A.  
     

Fase atual: Em procedimento de contratação pública - Tribunal de Contas






Valor contratual (C/IVA): 2.147.549,65€





 

Prazo de execução: 550 dias

 
     
 

Descrição: A empreitada tem como objetivo a melhoria das condições de circulação rodoviária e pedonal.

A área de intervenção, com cerca de 1.5ha, abrange os seguintes arruamentos:

Rua Serpa Pinto (incluindo o Parque do Areal):

Calçada Damião de Góis; Rua João Carvalho.

A intervenção incide, essencialmente, na revitalização e requalificação do espaço público e do ambiente urbano do Parque do Areal e da área envolvente, nomeadamente:

  • Melhorar as condições de acessibilidade e segurança de peões;

  • Reformular o estacionamento, criar lugares acessíveis e lugares associados a postos de carregamento para veículos elétricos;

  • Requalificar o edifício dos lavadouros municipais;

  • Implementar e reformular zonas de lazer e espaços verdes;

  • Implementar, reorganizar e uniformizar mobiliário urbano;

  • Implementar e uniformizar sinalética toponímica e informativa;
  • Requalificar os pontos de recolha de RSU e ilhas ecológicas;

  • Apetrechar a área de meios de intervenção, no que concerne ao combate a incêndios;

  • Implementar as infraestruturas necessárias a acompanhar as exigências do projeto.

Parque do Areal

Requalificação deste espaço em prolongamento do Jardim das Águas e do Parque das Tílias e como elemento agregador destes locais e de outros de cariz cultural, potenciando novas dinâmicas e fluxos na zona Norte da Vila de Alenquer, nomeadamente:

  • Na preservação do património industrial, nomeadamente do patamar superior, do muro e das condutas/galerias que se encontram a descoberto, junto à fachada da antiga Fábrica de Moagem (vestígios da estrutura da antiga Fábrica de Papel a conservar);
  • Na elaboração do plano de implantação do mercado mensal de Alenquer, que ocupa, a par desta área, a Rua Serpa Pinto e o Parque das Tílias;
  • Na integração de um elemento que estabeleça a continuação do muro (a ser preservado);
  • Na criação de uma zona de estacionamento, que inclua espaços verdes;
  • Na substituição dos contentores de resíduos recicláveis aéreos por ilha enterrada;
  • Na instalação de iluminação da fachada da antiga Fábrica de Moagem, valorizando o seu valor cénico no contexto deste espaço;
  • Na implementação e uniformização de mobiliário urbano de acordo com as necessidades da proposta;
  • Na reformulação da iluminação pública existente e uniformização do modelo de luminárias a instalar.

Rua Serpa Pinto

A intervenção para a Rua Serpa Pinto tem em conta a possibilidade de futuramente esta rua ter o trânsito limitado a moradores e pedestres, nomeadamente:

  • Na substituição do pavimento betuminoso por lajetas e/ou paralelos de pedra, com dimensão adequada à passagem de veículos e assegurando a boa drenagem da via. Esta intervenção será a executar no troço compreendido entre o início da Rua Serpa Pinto até à ponte no Sítio das Águas;
  • Na elaboração do plano de implantação do mercado mensal de Alenquer;
  • Na implementação e uniformização de mobiliário urbano de acordo com as necessidades da proposta;
  • Na reformulação da iluminação pública existente e uniformização do modelo de luminárias a instalar.

Quarteirões delimitados pela Rua Serpa Pinto e Rua João Carvalho

Pretende-se com esta intervenção incrementar a atratividade deste espaço, dotando-o de melhorias em matéria de acessibilidade, conforto, salubridade e segurança, nomeadamente:

  • Na substituição do pavimento betuminoso na Rua João Carvalho e na Travessa da Várzea, por lajetas e/ou paralelos de pedra. Pretende-se com a intervenção eliminar o pavimento betuminoso existente em várias artérias deste bairro para dignificar as características típicas do mesmo. Pretende-se ainda, que a Travessa da Várzea passe a ser exclusivamente pedonal;
  • Na reabilitação dos pavimentos em calçada que se encontram degradados;
  • Na implementação e uniformização de mobiliário urbano de acordo com as necessidades da proposta;
  • Na reformulação da iluminação pública existente e na uniformização do modelo de luminárias a instalar.
 
     
     
2006 - 2021 © Câmara Municipal de Alenquer - Todos os Direitos Reservados

Projecto Co-Financiado  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associação de Municípios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informação